5 passos para estruturar um plano financeiro pessoal

Por que é importante ter um plano financeiro pessoal? Porque a chave para o sucesso financeiro não passa pelo valor do seu ordenado mas por quanto gasta a cada mês. É importante poupar para a reforma, para uma viagem ou uma aquisição importante, para uma mudança de emprego ou outro imprevisto mas a única forma de o fazer passa por não perder o seu dinheiro de vista.

5 passos para um plano financeiro de sucesso

Para elaborar um plano financeiro pessoal e alcançar a estabilidade financeira, é necessário fazer um diagnóstico da sua situação, estabelecer objetivos a curto, médio e longo prazo e traçar um plano para os alcançar, elaborar um orçamento mensal rigoroso, cortar nas despesas desnecessárias ou, tal como referimos em cima, poupar caso aconteçam imprevistos ou simplesmente para se livrar de dívidas acumuladas.

1. Onde está? Para onde vai?

Antes de avançar com um plano financeiro pessoal, é preciso perceber como está a sua saúde financeira. Primeiramente, deve identificar todos os seus ganhos e despesas mensais assim como o nível de endividamento, ou seja, quanto recebe por mês, quanto gasta em despesas fixas (alimentação, eletricidade, gás, telefone, televisão, etc.) e que dívidas tem (carro, habitação, crédito ao consumo, etc.).

Feitas estas contas, há outra análise muito importante: por que é que o dinheiro é importante para si? Precisa de ganhar dinheiro com que objetivo? Construir uma casa? Constituir família? Estudar no estrangeiro? Viajar pelo mundo? Assegurar uma boa reforma? Só assim é possível estabelecer o plano financeiro ajustado às suas necessidades e aos seus objetivos que devem ser mensuráveis, atingíveis, realistas e estabelecidos para curto, médio e longo prazo.

2. Faça um orçamento mensal

A chave do sucesso financeiro passa por uma medida simples: gestão de tesouraria, ou seja, registar todas as entradas e saídas de dinheiro. Elaborar um orçamento mensal, no qual regista o valor do seu ordenado e de todas as despesas (água, eletricidade, internet, almoços, lanches, roupas, livros, etc.). Esta é a melhor forma de rastrear o seu dinheiro mas, principalmente, de melhorar hábitos de consumo.

Ao criar um orçamento mensal, fica com uma noção clara de quanto dinheiro tem, quanto gastou, no que gastou e quanto sobrou. Ao perceber para onde o seu dinheiro vai, consegue gerir as suas contas de forma a fazer as melhores escolhas para as suas finanças pessoais. Registar todos os cêntimos gastos, desperta uma consciência até então adormecida. A dada altura, essa consciência produzirá frutos nos seus hábitos de consumo.

3. Cortar nas despesas

Agora que sabe para onde vai o seu dinheiro, é tempo de começar a cortar nas despesas. Se está sem ideias para conseguir reduzir o orçamento mensal, aqui ficam algumas:

  • Negociar o pacote de telecomunicações;
  • Mudar de fornecedores de eletricidade, água ou gás;
  • Reduzir as refeições fora
  • Preferir os transportes públicos;
  • Planear as refeições de acordo com as promoções semanais;
  • Apostar no DIY (do it yourself) quando se trata de oferecer presentes;
  • Substituir a inscrição no ginásio por passeios de bicicleta;
  • Comprar artigos em segunda mão, poupando não só a conta bancária, como também o meio ambiente.

4. Prepare o futuro

À medida que os anos passam, com uma das mais baixas taxas de natalidade da Europa, são cada vez menos pessoas a contribuir e mais pessoas a beneficiar no nosso país. O Estado Social parece irremediavelmente comprometido, por isso, poupar para reforma é um dos pontos mais importantes de qualquer plano financeiro pessoal. Não há muito mais a dizer a não ser: comece a poupar já hoje.

Uma das regras do mundo financeiro determina que deve reservar 50% do seu orçamento mensal para itens essenciais como a renda da casa e a alimentação, 30% para outras despesas e, pelo menos, 20% do seu ordenado deve ser poupado. Nem sempre é fácil cumprir estes valores. Por exemplo, considerando um ordenado de 600€, de acordo com esta percentagem, o valor a poupar seria de 120€, sobrando apenas 480€ para as restantes despesas.

São contas difíceis para a maioria das famílias, assim, o ideal será que poupe o máximo que lhe for possível a cada mês, sejam 120€, 60€ ou 30€ por mês.

5. Livre-se das dívidas

Mesmo depois de fazer um orçamento e cortar nas despesas desnecessárias, é possível que ainda tenha uma carga pesada para carregar: as dívidas. Seja o empréstimo da casa, o pagamento do carro ou as contas do cartão de crédito, estes pagamentos devem ser uma prioridade no seu plano financeiro. Precisar de crédito não é necessariamente mau, a situação só fica crítica quando a dívida é maior do que aquilo que pode suportar.

Uma das melhores formas para rapidamente se livrar das dívidas, passa por pagar mais do que o valor mínimo a cada mês. Por exemplo, no caso dos cartões de crédito, quanto mais vezes partir o valor em dívida, mais juros está a acumular, mais difícil será liquidar essa fatura. Lembre-se: prioridade aos pagamentos das dívidas no seu plano financeiro.

Procura um novo emprego?

Para que o seu plano financeiro resulte é imprescindível uma coisa: estabilidade financeira. E esta mesma estabilidade só se alcança se existir uma estabilidade no emprego.

Se está à procura de um novo emprego, seja porque procura uma melhor situação salarial, porque está a passar por uma situação de desemprego ou até mesmo porque procura um novo desafio profissional, há oportunidades à sua espera. A Certificação de Utilizadores em PRIMAVERA abre portas para o mercado de trabalho.

Se a sua área de trabalho é Contabilidade e Fiscalidade, Recursos Humanos, Compras e Inventário, Tesouraria ou Vendas, ao certificar-se entra imediatamente na Bolsa de Utilizadores Certificados, uma base de dados que permite às empresas que utilizem o software PRIMAVERA encontrar o profissional adequado às suas necessidades.

Para além disso, todas as semanas existem mais 50 ofertas de emprego cujos requisitos exigem conhecimentos em software PRIMAVERA, por isso, se está à procura de um novo emprego, agarre esta oportunidade. O primeiro passo é a certificação!

 

 

Este artigo foi útil?
NãoSim (Sem avaliações)
Loading...

Deixar uma resposta