5 formas de otimizar a gestão de armazém

Venda mais e compre melhor com as certificações PRIMAVERA Vendas

É responsável pela gestão de armazém da sua empresa? Então certamente que reconhece a importância de adotar metodologias de trabalho que ajudem a aumentar a eficácia do processo de gestão de armazém.

E quando falamos de uma gestão de armazém eficaz não nos referimos apenas à organização das mercadorias, mas também à maximização da produtividade. Sim, da produtividade! Afinal de contas, este é um dos maiores desafios que os departamentos de logística enfrentam.

O excesso de materiais desnecessários e o número de movimentações superior ao que seria expectável são os cenários mais frequentes na gestão de armazém. O que, consequentemente, influencia os resultados das empresas.

É por isso importante adotar metodologias que ajudem a melhorar os fluxos de materiais e claro, que garantam uma gestão mais eficiente.

Como otimizar o processo de gestão de armazém?

1. Adotar um layout flexível

O espaço de armazenagem pode até ser extenso, no entanto, se a sua organização não for eficiente, é muito fácil perder demasiado tempo em tarefas que deveriam ser quase imediatas.

Adotar um layout flexível permite obter uma gestão de armazém mais focada na maximização da produtividade e na minimização de erros.

Como tal, uma boa prática é armazenar referências num só local e fazer revisões periódicas a essa disposição.

2. Implementar um sistema de controlo de erros

Implementar um sistema de controlo de erros é extremamente importante para garantir uma boa gestão de armazém.

Pois só assim se consegue ter uma visão geral dos problemas existentes e atuar para que estes não tenham um impacto negativo na gestão de armazém e nos resultados empresariais.

Além disso, facilita ainda a implementação de medidas corretivas que evitem a ocorrência de situações semelhantes no futuro.

3. Normalizar operações

A normalização de operações é um método bastante utilizado que permite aos operadores repetir ciclicamente e de forma consistente uma mesma tarefa. Permitindo assim criar uma rotina de trabalho e melhorar a eficácia das tarefas realizadas.

Ao padronizar processos, a gestão de armazém torna-se mais simples e intuitiva, uma vez que é possível ter um maior controlo sobre todas as operações, abrindo espaço para melhorar resultados.

4. Utilizar um sistema de gestão de armazém (WMS)

Ter um WMS (Warehouse Management System) ajuda a otimizar as operações logísticas, como por exemplo a gestão de artigos, de encomendas, de rotas ou até em questões como devoluções.

Para além disso, este tipo de sistema pode ainda ajudar nas restantes atividades de armazém, desde a arrumação e ao picking até à transferência de produtos entre armazéns.

A tecnologia desempenha cada vez mais um papel fundamental nos modelos de negócio atuais. Isto porque, através de informações atualizadas em tempo real, as empresas conseguem fazer um acompanhamento preciso de todas as operações.

5. Investir em certificações

A atualização e exploração constante de conhecimentos é essencial para a evolução dos profissionais e também dos negócios.

Além disso, sabia que profissionais certificados são 20% mais eficientes? Sim, 20%! Na sequência disso, surgiram as Certificações de Utilizadores em PRIMAVERA pensadas para utilizadores atuais ou pessoas que pretendem adquirir conhecimentos de utilização do software.

Investir nestas certificações pode ser uma aposta de excelência para quem procura evoluir profissionalmente. E se está envolvido na gestão de armazém da sua empresa, talvez queira espreitar a Certificação de Compras e Inventário.

Certifique-se e leve a sua carreira até ao próximo nível!

 

Leve a sua carreira para o próximo nível com as Certificações em PRIMAVERA Vendas
Este artigo foi útil?
NãoSim (votos +2, votaram 1, o seu voto ficou registado)
Loading...

Deixar uma resposta