Liderança nas organizações: a importância da qualificação

Explicar e compreender a natureza de uma boa liderança nas organizações é, provavelmente, mais fácil do que colocar em prática. Afinal de contas, ser um bom líder requer qualidades humanas profundas além das noções convencionais de autoridade.

Os bons líderes são uma força habilitadora que ajudam os colaboradores e as organizações a realizar e a desenvolver tarefas, implicando por isso uma total sintonia entre as necessidades humanas e os objetivos organizacionais.

Atualmente, o conceito tradicional de um líder é uma apreciação muito incompleta do que a verdadeira liderança nas organizações deve ser.

Liderança nas organizações: diferença entre liderar e gerir

“Liderança e gestão”. Dois conceitos que apresentam significados diferentes, mas que na maioria das vezes são confundidos.

A gestão relaciona-se principalmente com os processos e depende fortemente de capacidades mensuráveis tangíveis. Fazem parte da atividade de gestão o planeamento e controlo de tarefas, assim como a utilização de métodos de gestão apropriados.

Por sua vez, a liderança relaciona-se com o comportamento humano que envolve capacidades de gestão, mas não só. Saber liderar depende de aspetos que não são tão fáceis de calcular e medir, como por exemplo a capacidade de conquistar a confiança e conseguir motivar os colaboradores.

O que dizem os grandes líderes da história mundial?

Algumas pessoas parecem nascer para ser líderes, como muitos destes exemplos históricos que partilhamos consigo e cujas palavras são verdadeiramente inspiradoras:

“As pessoas perguntam a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha ao ar livre e o chefe está encoberto. O líder lidera e o chefe dirige.” – Theodore Roosevelt

“Há uma diferença entre ser um líder e ser um chefe. Os dois são baseados em autoridade. Um chefe demanda obediência cega; um líder conquista sua autoridade por meio de compreensão e confiança. – Klaus Balkenhol

“Liderar é a arte de motivar alguém a fazer algo que você quer feito, porque essa pessoa quer fazê-lo.” – Dwight Eisenhower

“O melhor líder não é necessariamente aquele que faz as melhores coisas. Ele é aquele que faz com que as pessoas realizem as melhores coisas.” – Ronald Reagan

“Uma boa liderança é sobre experiências humanas. Não é uma fórmula ou programa, é uma atividade humana que vem do coração e tem em consideração os corações das outras pessoas. É uma atitude e não uma rotina.” – Lance Secretan

O perfil de um bom líder

A liderança nas organizações deve estar a cargo de pessoas que possuam um comportamento exemplar e sejam capazes de motivar e atrair os restantes colaboradores. Assim, fazem parte das características de um bom líder:

  • Ser capaz de assumir responsabilidades;
  • Ter boa capacidade de comunicação e observação;
  • Saber conquistar a confiança dos restantes colaboradores;
  • Saber liderar pelo exemplo;
  • Ser capaz de planear, organizar e atribuir tarefas;
  • Saber trabalhar em equipa;
  • Ter capacidade de incentivar os outros;
  • Ter curiosidade por aprender sempre mais.

O conhecimento como fator diferencial

A figura de liderança nas organizações é um aspeto que assume cada vez mais importância para o crescimento e sucesso pessoal e coletivo. Como tal, é importante que o líder seja capaz de perpetuar a cultura corporativa ao mesmo tempo que reforça o espírito de trabalho em equipa e entreajuda.

Dentro desta lógica, é comum valorizar profissionais que integram as organizações há mais tempo e que vão dando provas das capacidades de liderança. Contudo, além das características de um bom líder que referimos neste artigo, recorda-se de termos falado na “curiosidade por aprender sempre mais”?

Como em qualquer outra área, o conhecimento é o fator-chave para conseguir para alcançar uma carreira profissional de sucesso. No entanto, acumular conhecimentos adquiridos ao longo da formação académica por si só não chega.

Se pretende melhorar a sua capacidade de liderança ou alcançar o lugar de líder na sua empresa, então é fundamental que procure aprofundar conhecimentos. Por exemplo, se trabalha com o software PRIMAVERA no seu trabalho, porque não investir numa Certificação de Utilizadores em PRIMAVERA?

Aprofundar e atualizar os seus conhecimentos de utilização em PRIMAVERA é uma vantagem competitiva no seu percurso profissional. Além disso, a Certificação de Utilizadores em PRIMAVERA garante-lhe o reconhecimento imediato de experiência e competências na área que, certamente, o irão ajudar a motivar e auxiliar os seus colegas de trabalho.

Aposte na Certificação de Utilizadores em PRIMAVERA e leve a sua carreira até ao próximo nível!

 

 

Este artigo foi útil?
NãoSim (Sem avaliações)
Loading...

Deixar uma resposta