Objetivos Profissionais para o novo ano

O novo ano está aí a chegar! E, com a viragem ano, nada melhor do que renovar os nossos compromissos quanto aos nossos objetivos profissionais.

É certo que cada um tem os seus. Há quem tenha em vista mudar de emprego, subir na carreira ou aumentar o vencimento. Há mesmo quem veja o trabalho apenas como uma atividade remuneratória e se realize completamente fora dele focando-se mais nos seus objetivos pessoais (fazer voluntariado, realizar um grande viagem, aprender a tocar um instrumento musical, etc).

As várias visões sobre o nosso emprego estão relacionadas com a satisfação pessoal de cada um, por isso, independentemente dos objetivos há uma metodologia que pode ser igual a todos e que mostra ser bem eficaz.

O trabalho faz parte de mais de metade da nossa vida, por isso, já que temos de o fazer, mais vale ser com afinco dando o nosso melhor e ao longo de todo o ano. Aqui ficam cinco passos para o ajudar a concretizar os seus objetivos profissionais neste novo ano.

5 Passos para concretizar os seus objetivos profissionais

1. Refletir

Aproveite este fim de ano para refletir. Selecione algum tempo para estar a sós, ou na companhia de quem quer partilhar esta reflexão e, num quadro, exponha o que aconteceu de melhor e pior durante o ano anterior.

Seja sintético, concreto e realista quanto à criação deste deste quadro. Por exemplo:

  • “Atrasei-me no prazo de entrega do projecto x”;
  • “Tive uma discussão com o meu colega de trabalho que prejudicou a minha performance e atitude no trabalho”;
  • “Atingi e superei os objetivos de vendas deste ano, porque estive sempre motivado”;
  • “Quando ajudei o meu colega, senti que os meus pares me viram como um líder dentro do meu local de trabalho”;
  • “O meu chefe elogiou o meu trabalho quando realizei uma tarefa de forma organizada”.

Eventualmente, acrescentou mais valências ao seu CV, com formações, novas funções ou tarefas, por isso é também uma ótima oportunidade de o atualizar.

A sistematização deste histórico vai criar as bases para a fase seguinte – definição dos objetivos profissionais para o ano que aí vem.

A idealização destas metas deve ser “SMART”, ou seja, específicas, mensuráveis, atingíveis, realistas e definidas no tempo. Isso vai responder a como elaborar uma lista de objetivos.

Não deve colocar a si mesmo objetivos como “quero estar melhor na vida” ou “quero ser melhor profissional”. Ambos são demasiado vagos e não mensuráveis.

Deve antes optar por objetivos concretos como: “aumentar o número de clientes em 50%” ou “aumentar a minha capacidade de trabalho com mais organização”, ou ainda  “realizar duas formações numa área na qual sou deficitário”.

2. Escrever e expor

Depois da fase de reflexão é muito importante tornar esses objetivos profissionais bem visíveis no seu dia-a-dia. Por um lado, para não se esquecer, e por outro para estar focado. A definição e concretização dessas metas irão possibilitar a construção de uma base para objetivos cada vez mais ambiciosos, como ser promovido, ser aumentado, ou inclusivé ganhar competências para mudar de emprego. Não pode é ficar de braços cruzados. Utilize o espaço da contracapa da sua agenda, ou um quadro no seu escritório lá de casa para efetivar o seu compromisso.

3. Planear

A par do ponto anterior é fundamental abrir o calendário e organizar um plano para a concretização dos seus objetivos profissionais. É muito importante antecipar os períodos de maior trabalho, férias e projectos importantes que já sabe que se realizam todos os anos na empresa.

Quando achar pertinente, deve colocar a data de início ou de fim para o qual definiu iniciar ou concluir os seus objetivos. Por exemplo, se um dos seus objetivos for enriquecer o seu CV através de formações, workshops, cursos superiores ou, se já é um utilizador do software PRIMAVERA, certificações em PRIMAVERA, deve especificar assim “Em Fevereiro obter uma Certificação em Vendas pela PRIMAVERA Academy”.

4. Acompanhar

Este é a fase mais esquecida de todo este processo. Quanto opta por definir os objetivos profissionais está na fase mais motivadora do processo. No entanto, quando algumas datas começam a falhar e a motivação no trabalho falta, abandonamos o acompanhamento e, por conseguinte, a realização do plano.

Deve ter em conta que imprevistos acontecem, e o plano pode ser sempre readaptado. O mais importante é ter a consciência disso mesmo e motivar-se para atingir as metas. Uma fase de sobretrabalho até pode servir como incentivo para mostrar do que é capaz.

A melhor forma de fazer um bom acompanhamento é parar e verificar se os objetivos traçados inicialmente continuam a fazer sentido e se não é necessária nenhuma adaptação – voltar a torná-lo SMART. E não deve encarar isto como uma derrota, mas sim como uma evidência que é flexível e resiliente na prossecução do que definiu.

5. Festejar

Cada vez que alcance um objetivo faça favor de festejar. Pague um café aos seus colegas, relaxe, saia a horas para festejar com quem quiser. Faça o que quiser, mas celebre esse momento. Afinal de contas foi você que quis.

Mais perto do sucesso profissional

Não nos podemos esquecer que a nossa profissão é apenas um dos vetores que nos realiza na nossa vida. E se queremos ter sucesso profissional temos também de conseguir planear e resolver os desafios que nos são colocados ao nível pessoal. Por isso, os passos que foram apresentados podem ser adaptados a esse nível e inclusivé para ganhar competências fora do local de trabalho.

Ao adotar esta metodologia estará igualmente a focar-se na evolução da sua carreira profissional. E, no final, se achou que este processo foi importante para si e o ajudou a alcançar os objetivos definidos no início, aconselhe a sua equipa de trabalho a fazer o mesmo.

 

 

Este artigo foi útil?
NãoSim (Sem avaliações)
Loading...

Deixar uma resposta