Conheça a diferença entre prazo médio de recebimento e pagamento

O prazo médio de recebimento e o prazo médio de pagamento são dois dos principais indicadores para avaliar a saúde de uma empresa em termos de liquidez. Estes medem a capacidade que a empresa possui em cumprir com os seus compromissos de ordem financeira no curto prazo, capacidade esta tão importante quanto a capacidade de gerar lucros.

O equilíbrio entre as contas a pagar e as contas a receber está diretamente ligado com a necessidade de fundo de maneio, mas em que consiste cada um destes conceitos e por que são tão importantes?

Prazo médio de pagamento

O prazo médio de pagamento consiste no tempo médio (em dias) que a empresa demora a pagar aos seus fornecedores. Quanto maior este período, melhor a caixa da empresa pois poderá vender o seu produto, receber por essa venda e pagar ao fornecedor sem depender de capital de terceiros.

O prazo médio de pagamento (PMP) é calculado do seguinte modo: 

  • Soma-se o prazo de pagamento vezes o valor a pagar e dividi-se pela soma dos valores das obrigações

Apenas utilizando as compras de mercadorias ou matéria-prima e não incluindo todos os gastos.

Prazo médio de recebimento

Por outro lado, o prazo médio de recebimento diz respeito ao tempo que demora a empresa receber pelas suas vendas. Apesar dos clientes valorizarem um prazo médio de recebimento alargado, a empresa tem que ter noção que este prazo impacta direta e negativamente o seu fluxo de caixa e, consequentemente, a saúde da liquidez da empresa, quando alargado de forma inconsciente.

Contrariamente ao que se passa com o prazo médio de pagamento, quanto menor for o prazo médio de recebimento, melhor para o fluxo de caixa da empresa.

O prazo médio de recebimento (PMR) é calculado do seguinte modo:

  • Soma-se o prazo de recebimento vezes o valor a receber e divide-se pelo valor das vendas

Sendo que para este cálculo devem ser usados os prazos reais e não os prazos previstos e apenas devem ser considerados recebimentos de vendas operacionais, isto é, ligadas com a atividade da empresa, excluindo-se por exemplo venda de ativos ou recebimento de juros.

Que informação podemos tirar destes resultados?

O cálculo destes indicadores é utilizado para calcular a necessidade de fundo de maneio, um dos indicadores de caixa mais importantes para uma empresa.

A necessidade de fundo de maneio diz respeito ao montante mínimo que a empresa necessita ter em caixa para garantir as suas atividades operacionais, permitindo-lhe pagar a fornecedores e funcionários.

Caso a necessidade de fundo de maneio seja positiva, significa então que a empresa possui um superávit, ou seja, não necessita de recorrer a outras fontes de capital (isto acontece quando o prazo médio de pagamento é superior ao prazo médio de recebimento).

Se por outro lado, a necessidade de fundo de maneio for negativa, a empresa tem um défice no seu fundo de maneio e como tal necessitará de capital de terceiros, o que pode levar a despesas com pagamento de juros.

Um exemplo rápido: a empresa X tem um PMP=10,40 e um PMR=25,54. Isto quer dizer que a empresa tem capital suficiente para financiar as suas operações durante 15 dias.

Se por um lado, dando um prazo mais alargado de pagamento aos seus clientes, a empresa aumentará o volume de vendas pois é uma vantagem competitiva, por outro, ao pagar a pronto aos fornecedores, terá descontos na aquisição de matéria prima. Estas duas práticas levarão ao aumento do lucro da empresa. No entanto, é preciso delinear de forma estratégica estes dois prazos de modo a não prejudicar o Fluxo de Caixa da empresa.

Como melhorar estes indicadores?

A situação ideal para qualquer empresa seria, como já referido, ter o prazo médio de pagamento maior que o prazo médio de recebimento e, para isso ocorrer, é possível adotar algumas medidas:

  • Negociar prazos mais alargados com os fornecedores;
  • Criar incentivos para pagamentos antecipados por parte dos clientes;
  • Controlar os prazos das várias obrigações de modo a que nenhum cliente pague após o prazo acordado.

Possuir indicadores contabilísticos saudáveis é uma preocupação das empresas de sucesso. Para que isso aconteça, necessitam de contratar profissionais competentes e certificados em áreas ligadas à contabilidade. Saiba como ser um contabilista certificado e acelerar a sua entrada no mercado de trabalho.

 

Este artigo foi útil?
NãoSim (votos +2, votaram 1, o seu voto ficou registado)
Loading...

Deixar uma resposta